Cancro da pele

O cancro da pele é o cancro mais comum do mundo. É geralmente causado pela exposição excessiva aos raios UV do sol, que penetram e danificam a pele ao longo do tempo.
As lesões cancerigenas são suscetíveis de aparecer em lugares expostos ao (UVA e UVB) sol com mais frequência na cara, pescoço, costas e membros. É mais comum em pessoas com mais de 50 anos, mas todos podem ser afetados.
A incidência de todas as formas de cancro da pele está a aumentar, mas reconhecesse que os cancros não melanoma ainda são subnotificados nas estatísticas oficiais, mascarando os números reais sobre a incidência.
O cancro de pele é uma das formas de cancro mais tratáveis, com uma taxa de recuperação muito alta. Contudo, a consciência pública sobre os sintomas do cancro da pele é baixo, o que significa que a deteção precoce é vital.
‘Cancro da pele’ refere-se a várias formas diferentes da doença, cada um dos quais tem diferentes sintomas, tratamentos e gravidade.

Cancro da pele não melanoma Melanoma

Carcinoma Basocelular

A mais comum e menos perigosa forma de cancro da pele

A forma mais perigosa de cancro da pele

Carcinoma Espinocelular

A segunda forma mais comum de cancro da pele

Queratose Actínica

Lesões pré-cancerosas